FernandoSantana

FERNANDOSANTANA paixão pelo futebol

A COPA DO MUNDO É NOSSA!

 

Quando da realização da primeira Copa do Mundo no Brasil, tinha exatos um ano e seis meses. Claro que não dá para lembrar de nada. Em 58, tinha 9 anos e o que vem a lembrança, é a partida final com o Brasil vencendo a Suécia de 5×2, e o mundo reverenciando Pelé e Garrincha. Naquela época o rádio era o meu companheiro fiel. Não tinhamos TV. A época era mais romântica. (EM TEMPO: o rádio ainda continua sendo o meu companheiro, agora ao lado da TV e computador).

Hoje tive a oportunidade de acompanhar pela TV a indicação do Brasil para sediar a Copa do Mundo de 2014. Veio então a lembrança da música mais tocada e cantada depois da

 Copa do Mundo de 58 quando ganhamos o primeiro título mundial. A música na sua primeira parte dizia assim: A COPA DO MUNDO É NOSSA, COM BRASILEIRO NÃO HÁ  QUEM POSSA. E por aí vai. Quanta saudade. Em 58 morava em Mossoró e após o jogo final saí de casa com a bandeirinha do Brasil ao lado da minha saudosa mãe (Maria Macedo), a comemorar pelas ruas repletas de torcedores, num verdadeiro carnaval fora de época. Tomara que ao final da  Copa de 2014 possamos todos numa só voz gritar. É CAMPEÃO, É CAMPEÃO…

Na sede da FIFA em Zurique, estavam Deputados, Ministros e Governadores de Estados, inclusive o nosso, Eduardo Campos, fazendo o lobe, cada um puxando a sardinha para sua brasa. Pernambuco leva uma boa vantagem, para ser uma das sub-sedes da Copa do Mundo, não pelo fato do Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva ser pernambucano, mas também pelo potencial sócio econômico e esportivo. Evidentemente que os poderes constituídos estam atentos a todos os detalhes para as melhorias no transporte público, saúde, segurança e  rede hoteleira. No tocante ao potencial turístico do Estado, além das belas praias, o nosso acervo cultural é muito vasto.

Vamos gastar no evento cerca de R$ 10 bilhões de reais, que com certeza dará um impulso no desenvolvimento do país que terá a grande oportunidade de mostrar ao mundo que somos uma nação jovem mas em pleno desenvolvimento. A alegria do nosso povo será um tempero a mais para o turista que nos visitar.

O FUTEBOL DE CASA

Nossos clube tiveram um final de semana ruim. Ninguém ganhou, ou melhor todos perderam. As derrotas complicaram os clubes que ficaram muito perto da zona de rebaixamento.

Nesta quarta-feira, o Náutico pega o Santos nos Aflitos. Santos que deu uma melhorada chegando a segunda colocação. Mas se o Santos melhorou, a mesma coisa digo do Náutico. Para mim o time que mais evoluiu tecnicamente. Será sem dúvida um jogão de bola. Quem viver verá.

O Sport perdeu domingo para o São Paulo, campeão brasileiro de 2007. O leão fez um primeiro tempo muito ruim. Um segundo melhor, mas não o suficiente para pelo menos chegar ao empate. Nesta quinta-feira terá pela frente o Internacional de Porto Alegre . O time de Abel Braga não está bem das pernas e vem de uma derrota para o quase rebaixado Paraná. Geninho terá muito trabalho para arrumar a equipe e conseguir um bom resultado no Beira Rio.

Definitivamente o Santa Cruz está complicado. Deu um giro de dois jogos fora de casa e não conseguiu sequer ganhar do já rebaixado Remo de Belém. Fazer o que. Do jeito que as coisas vão, é pedir a Deus que nos livre de uma TERCEIRA DIVISÃO.

Para não dizer que não falei de coisas boas do Santa, o time sub-7 de futsal, ganhou o título Estadual ao derrotar no domingo passado a equipe do Sport por 8×4. O jogo foi disputado no Ginásio Marcelino Lopes na Ilha do Retiro. Quem está feliz da vida não só com a conquista do título, mas pela atuação do seu filho Caio, é o ex-diretor de futebol do Santa Cruz, Rosemberg Rafael. O craque Caio contribuiu com um gol na vitória do tricolor.

Fiquem com DEUS.

Hélio Macedo

Categoria: Coluna

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.