FernandoSantana

FERNANDOSANTANA paixão pelo futebol

Jogo bom de se jogar…

Santa Cruz contra o Cruzeiro de:Tostão, Dirceu Lopes, Natal, Piazza e Raul(goleiro), na defesa os temidos xerifes Brito e Fontana. Ou seja, uma partida que eu ansiava em mostrar todo meu futebol. Durante o jogo escutei quando Brito disse: Fontana, não adianta dar porrada no 8(Fernando Santana), ele é muito rápido e inteligente. Pega o Ramon. Não, quero o pipoqueiro, pois me informaram no Hotel São Domingos que ele corre do pau. Finalzinho do jogo tabelo com Ramon, chuto e Raul em bela defesa coloca para escanteio. Mas ao trombar com Brito caio e Fontana chuta meu rosto cortando meu supercílio. Saí de campo o doutor coloca um esparadrapo de efeito compressivo. Volto, e de cara encosto no grandão Fontana, que diz: voltou, foi? Vou arrancar este curativo. Ah! Vai é, tire se for homem. A bola rola, Brito me tira de perto dele, e o jogo chega ao seu final. Dias depois viajamos a Belo Horizonte para enfrentarmos o Atlético Mineiro. Nosso treinamento foi na Toca da Raposa (CT do Cruzeiro). Betinho que tinha vindo do Botafogo, era sobrinho de Fontana. Trocava de roupa, quando escuto a porta bater, e aviso que não me trancassem pois já ia sair. É quando olho e vejo Betinho e Fontana vindo de encontro. Falo logo que não quero papo. Fontana com educação me diz que veio em PAZ e a pedir desculpa. Inclusive me enaltecendo como grande jogador. Quando senti sua sinceridade o desculpei, pedindo que não fizesse com mais ninguém. Ao entrarmos para treinar, Luciano pergunta: e aí brabão, vais enfrentar a fera? E eu, claro que não… FernandoSantana.

Categoria: Causos

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.