FernandoSantana

FERNANDOSANTANA paixão pelo futebol

Tricolor aos 10 anos!

Em Casa Forte, Tio Firmino(Santa Cruz), Rochinha meu padrinho Sport pegava o carrão para me dar uma volta na praça. Na volta, já com Tio Firmino ao lado perguntava: Nandinho pelo Sport… e Eu olhava o Tio e NADA! Rochinha bravo ia embora P… da vida. Foi assim na Rua do Chacon que aos domingos me decidi de vez ser Santa Cruz. Fato que mesmo após ter jogado e conquistado o penta-campeonato continuo, confirmando lealdade a meus pais tricolores.

Mas foi em 1957 que passei realmente a admirar o mais querido Clube das Multidões.
O campeonato foi disputado por 8 clubes em 3 turnos independentes, só jogos de ida.

Disputaram o campeonato: Estudantes, Auto Esporte, Ferroviário, América e Íbis. Enaltecer os grandes atletas do Ferrim da Vila Ipiranga-Afogados; Renato(goleiro), Neco, Baiaco, Pitoco e Amaro Pipa.

O América Bi-Campeão – 1918/19 e 1921/22 e Campeão em 1944, grandes valores a serem reverenciados: Leça(goleiro), Capuco, Cido, Lucas, Macaquinho.

Porém o Campeonato/PE de 1957 foi para uma disputa de Super-Campeonato, com Santa Cruz, Náutico e Sport vencendo cada um dos três turnos disputados.
O artilheiro foi Rudimar(Santa Cruz) com 24 gols.

Definição dos Jogos do Super-Campeonato:
1o Jogo – Aflitos em 2/3/58
Náutico 1 x 1 Sport

2o Jogo – Ilha do Retiro em 9/3/58
Santa Cruz 3 x 1 Náutico

3o Jogo – Ilha do Retiro em 16/3/58
Santa Cruz 3 x 2 Sport

Neste jogo o Santa Cruz foi Super-Campeão com: Anibal, Diogo e Sidney; Zequinha, Aldemar e Edinho; Lanzoninho, Rudimar, Mituca, Faustino e Jorginho.
Fonte: JC / Pesquisador Celso Cordeiro

Fernando Santana

Categoria: Causos

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.