FernandoSantana

FERNANDOSANTANA paixão pelo futebol

Dever cumprido!

11 de maio de 1969 – Dia das Mães 4 a 2 ; Mundão do Arruda , Sebastião Rufino foi o árbitro, um pequeno público de apenas 7.399 pagantes.
Santa Cruz: Pedrinho, Rivaldo, Birunga, Zé Júlio, VilaNova; Zito e Luciano; Cuíca, Santana, Facó e Givanildo.

Um jogo difícil para pretensões do Santa Cruz brigar pelo título do Pernambucano. O Náutico querendo conquistar o hepta-campeonato, o Sport com o Santa Cruz precisando dar alegrias aos seus torcedores.

O xodó do mais querido era um excelente jogador sergipano de nome Mirobaldo, ou carinhosamente chamado pela torcida de caboclo Miró. Porém o mesmo que poderia decidir estava machucado. E, olhando prá mim disse: baixinho faça um gol prá mim e vençamos este jogo.
Nunca fui de prometer gol , mas… um pedido do ” caboclo Miró ” , não poderia ser negado.

Após o treino fui na minha residência, minha Mãe Dona Saúde diz: Ei! garoto não se esqueça ,
domingo é Dia das Mães, e quero de presente meu gol. Mas mãe é clássico. Não tô nem aí quero é meu presente.

Tá bom então! Benção Mãe!
Saí preocupado. Logo dois gols, num clássico, é fogo.

Se não bastasse na hora de entrar em campo, seu Amauri Santos vira prá mim e fala: menino confio em você. Olhei prá ele… aquela altura pensei que tinha que dar o máximo pois o JOGO era MEU. Foi só o que deu, fiz dois gols, o segundo gol de letra, saí driblando Ivan Limeira, Fraga e Válter (goleiro), chutando com a barra vazia.
UFA! Dever cumprido,

Fernando Santana

Categoria: Causos

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.