FernandoSantana

FERNANDOSANTANA paixão pelo futebol

Ginásio Pernambucano

Meu pai trabalhava no DSE(Compesa) na Rua da Aurora, e dizia-me: breve vens estudar aqui. Tinha até vestibular tamanha a concorência devido ao ensino dos excelentes professores. Quem não lembra: Manuel Correia de Andrade, Adauto Pontes, Estelita, Milton Tavares, Arilson… da figura lendária de seu Gris, dos bedéis Macário e Arnaldo.
Começava ali nos anos 60 a me fortalecer com as cobranças de meus pais a estudar muito para passar com média 7. Daí juntei-me a Carlos Humberto, Adroaldo e Rômulo, fazíamos vaquinha e comprávamos livros no SEBO.
Apesar da pequena quadra ao lado da Assembléia Legislativa disputávamos com o pessoal do basquete, e rolava futebol. Corríamos também a Santo Amaro para jogar no campo do chevrolet, perto do SESC. Íamos jogar contra o time de seu Biu no Tacaruna, enfim onde aparecesse um pelada estavámos pronto a correr atrás da bola. Participei no 1º ano com o atletismo correndo 100 metros na pista do Dérby. Mas, no ano seguinte fui para o futebol, que era o sonho de aparecer e alguém me descobrir. Formamos um grande time e fomos campeões em 1964 vencendo a Escola Técnica. Goleiro Tarcísio, Biu, Lauro, Kid, Trindade, Roberto, Galoxa, Nando(Santana), Roberto Marrom, Lula. Após o título de Campeão, convites não faltaram de Sport, Náutico e claro o escolhido por mim Santa Cruz.

Fernando Santana

Categoria: Artigos

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.