FernandoSantana

FERNANDOSANTANA paixão pelo futebol

Seu Chico da Usina

Nando, menino de Jardim São Paulo; com seus 14 anos para ajudar sua família pensou e foi comprar uma chuteira, pois entendia que com os pés na BOLA ganharia dinheiro.

Num domingo a equipe do Ipiranga, com seu treinador Almir Prego, se preparavam para mais uma partida na cidade de Moreno.

Como faltava atletas para completar o time, Almir foi a casa de Nando, e pediu permissão a seu pai (Sr. Santana) para levar o seu filho.

Liberado, foi todo serelepe subir no caminhão que os levavam para o grande encontro. Entusiasmado o garoto tímido olhava para os craques: Nido Chumbinho, Mané Touro, Jerônimo, Ivan BOÇÂN, e se perguntava como seria sua estréia?

Contentei-me com a camisa 11(ponta-esquerda) que era do jogador/treinador.

O mais importante, era jogar. Mal sabia eu, que estava sendo observado por Seu Chico da Usina, que ao lado de Baixa(lateral do Sport Recife), ficavam vendo o desempenho do menino Nando.

Após o jogo, fui apresentado aos dois e contratado para ficar atuando pela Usina. Foram na minha casa e acertarm com meu pai, dando 1 salário mínimo se jogasse pelo menos 4 partidas no mês. Que bom, pois cedo passei a ‘ arrimo ‘ contribuindo com as despesas da casa.

Como era de menor iam me apanhar e levar num Jipe de marca CANDANGO. Achava o máximo, e entendi que com determinação e aplicação poderia tornar-me PROFISSIONAL. A oportunidade estava ali na minha frente. Papai dizia: olha lá HEM, se não estudar não joga NÃO.

O que HOJE não entendo é por quê BAIXA e seu Chico não oportunizaram um TESTE no Sport Clube do Recife, pois eram rubro-negros.

Bom para o Santa Cruz que logo depois descobriu nos jogos colegiais e levou Nando( Fernando Santana ) para o Ninho da Cobra Coral.

Fernando Santana

Categoria: Causos

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.