FernandoSantana

FERNANDOSANTANA paixão pelo futebol

Equipe Doméstica

A época é distante, mas não dá para esquecer o quanto éramos chamados de time doméstico.Hoje pergunto: mudou o quê? Antes tínhamos equipes caseiras, atletas na sua maioria da base, disputando em pé de igualdade contra tudo e todos do Sul Maravilha. Sem falar na obrigação de vencer, e vencíamos os times do Ceará, Alagoas, e muita briga boa com a ” Boa Terra ” – Bahia. A imprensa bradava a 4 ventos que não dava para competir, pois só em casa vencíamos.Como nossos melhores atletas assim que despontam são logo negociados. Exportados para Sul/Sudeste e as vezes para fora do país.Hoje como ontem recebemos refugos, é duro mais a verdade tem que ser dita. Atletas que chegam em nosso estado para recuperação de lesões.Também é notório algumas equipes colocarem jogadores seus sem atividade, virem com os salários pagos pelo seu clube para em VITRINE voltarem a serem valorizados. Qual o compromisso, responsabilidade de dar o máximo e quererem permacer? NENHUM. Pois sabem que 4 ou 5 partidas  bem jogadas lhe darão retorno imediato a sua plaga.Já é hora de nossos dirigentes acordarem, trabalhar a BASE sem imediatismo para voltarmos a ter fortes equipes e tornarmos competentes brgando NÃO para permacer na série ” A “, porém pensar em títulos. Por quê NÃO? Nossa região bem garimpada encontraremos bons jogadores, sendo lapidados darão  retorno. Deixaremos de ser caseiros e passaremos a ganhar dentro e fora de casa, deixando de ser coadjuvante desta região tão sofrida.

Fernando Santana  

Categoria: Artigos

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.