FernandoSantana

FERNANDOSANTANA paixão pelo futebol

O Moço de Preto aprontou

Fazendo uma pesquisa sobre os jogos entre Náutico e Santa Cruz, deparo-me e fico estupefato com um fato ocorrido em 1960.

Editado em 10/01/1996 por Givanildo Alves Cap.: 31 – História de Pernambuco(1951/90).

Vejam bem: Gentil Cardoso(treinador) chega ao Náutico e enxerga estratégia para ser campeão pelo alvirubro de Rosa e Silva. Que havia ganho o primeiro turno, não tendo chances para vencer o 2o turno, planejou.

Se vencermos ou empatarmos com O Santa Cruz , o Sport seria seu adversário na melhor de treis pontos.

Como entendia do traçado armou: ” Ora, eu tenho o direito de escolher meu adversário – defendia o Moço de Preto(Gentil Cardoso)”.

E, acreditem foi o que aconteceu, o Santa Cruz venceu por 3 x 1, alijando o Sport da disputa do campeonato.

No dia seguinte, Adonias Moura(DIÁRIO), condenava a terrível atitude, dizendo: ” Não é possível silenciar contra fato tão escandaloso”.

Acossado o treinador do Náutico Gentil Cardoso defendeu-se: vim para ser campeão pelo Náutico e não para agradar a imprensa.

Acreditem se quiserem, mas aconteceu e o Náutico foi campeão.

Foi correto entregar um jogo para tornar-se Campeão?

Na Copa do Mundo de 1974, falam que Alemanha/Ocidental perdeu para Oriental para evitar o confronto com o Brasil, e AÍ? Perdeu o jogo, não enfrentou o Brasil e foi Campeã/74.

Fonte: Diário de Pernambuco – 10/01/1996( História do Futebol de PE) , por Givanildo Alves.

Fernando Santana

Categoria: Artigos

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.