FernandoSantana

FERNANDOSANTANA paixão pelo futebol

Time na mão

Enaltecer o que esse senhor tranquilo, sem aparecer, na sua desde o tempo em que atuava como lateral direito do São Paulo. Joguei algumas vezes contra ele, entrava e saía de campo que poucos os viam. Porém cumpria a tarefa que lhe incumbiam.

Então, hoje como treinador não poderia ser diferente.

Nelsinho Batista tem o grupo, equipe, time do Sport na mão.

Sabe como poucos, sem alarde fazer valer com sapiência sua administração em conter a euforia dos mais jovens. Como também mostrar aos ídolos, que para manter-se no time teem que jogar muito. Trabalhar dentro e fora de campo.

Pois é meus amigos, o que vejo e analiso são todos titulares, os que entram e os que ficam no banco. Ele arma a equipe motivando uma briga(sadia) interna. E, quem ganha? O próprio atleta. Pois sabe como ninguém que se não cumprir fielmente, poderá deixar a titularidade.

A entrada de Daniel Paulista foi um divisor de água. Compõe bem a frente da zaga, tem uma boa saída de bola, e ainda chega ao ataque para finalizar.

Era tudo que o treinador do Sport sabia que faltava no seu meio de campo.

Focado na partida, mereceu os 2 x 0 na LDU que o coloca à frente dos demais concorrentes.

Fernando Santana

Categoria: Comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.