FernandoSantana

FERNANDOSANTANA paixão pelo futebol

Treinador ou treineiro?

Quando pendurei as chuteiras aos 26 anos, afastei-me do futebol que me deu tantas alegrias.

A dispensa do Santa Cruz ao garoto cria da casa decepcionou-me. Criei uma blindagem para poupar-me de outras decepções no futebol dentro e fora.

Fiz alguns trabalhos em escolinhas, um momento único na Cabense com o treinador Luciano Veloso. Aproveitei uma oportunidade de um breve curso em EAD( Educação a Distância) com Parreira. Apenas para entender na teoria as práticas que exerci como profissional no Santa Cruz.

Por que treineiro e não treinador?

Fui procurado alguns dias a preparar um grupo de uma empresa para formação de um time.

Como adoro desafio, paguei prá ver. Nada que assuste, mas complexo. Trabalhar a individualidade, característica, auto-estima…

Não pretendo chegar a ser profissional da área, mas me faz bem.

Como também escrever para o meu Blog, é uma oportunidade de colocar na vitrine momentos da minha vida na época em que joguei futebol.

Jamais querer ultrapasar nem comparar-me aos grandes escritores e jornalistas famosos.

Até porque para contar causos, e falar do pouco que entendo nas leituras das partidas de futebol , qualquer torcedor sabe mais que os grandes treinadores.

Fernando Santana

Categoria: Coluna

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.