FernandoSantana

FERNANDOSANTANA paixão pelo futebol

Tem bala na agulha

assimare.jpgassimare.jpgOlha, fazer um gol por cobertura, com o toque refinado e consciente do Carlinhos Bala, foi qualquer coisa de magistral. Ainda mais num goleiro como o Fábio do Cruzeiro/BH que ficou sem pai nem mãe. Num jogo difícil por terem enfrentado uma das mais fortes do Brasileirão,o Náutico ratificou os 5 a 2 do ano passado. Sem intimidar-se, foi prá cima dos cruzeirenses sem medo de ser feliz. Reclamam do gramado, é choro de quem perde. Embora a diretoria precise reformar o ‘relvado’, que até seus próprios atletas também reclamam.

Como no sábado não joguei no encontro MV Sistemas versus ASIMARE, acordei cedo para bater minha peladinha. Ao chegarmos na aeronáutica o comentário ainda foi sobre o jogo do sábado. Fiquei feliz ao ouvir dos que lá estavam sobre nosso trabalho a frente da MV. Os meninos estão muito bem treinados e fizeram um grande jogo. Entendo que assimilaram bem, mas temos muito caminho pela frente. Mostrei para o pessoal da ASIMARE que nossa sorte foi enfrentarmos um grupo com a segurança da posse da bola. Na leitura do jogo nossa equipe percebeu que só imitando-os poderiam chegar junto. Isso mostra a maturidade da nossa garotada. “Agora nos solicitam que da próxima vez levemos os pais dos meninos”.

Quanto a pelada foi pouca gente, porém jogamos no campinho soçaite e fazia tempo que não fazia um golzinho. Foi ótimo, porque após a pelada a resenha famosa, reencontro com vários amigos. A loirinha suada foi a tônica para alongarmos nossas conversas.

Fernando Santana

Categoria: Boleiro

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.