FernandoSantana

FERNANDOSANTANA paixão pelo futebol

Cont. – Do Sonho à Realidade

Ano de 1970, Santa Cruz disposto ao bicampeonto, manteve o grupo e contratou o grande goleiro DETINHO(bom baiano), Gena do Náutico e Válter do Sport.
Nesse ano tivemos a sorte de termos do nosso lado o galego Seu JIMMY – James Mark South Thorp. Fez uma verdadeira revolução no clube. Comprou um ônibus e deu 12 fusquinhas aos bicampeões. Um presentão e tanto que poucos acreditam até hoje. Houve um BOOM nas ações e ele as tinha aos montes…bônus da WMartins. Com uma equipe coesa e competitiva, não foi difícil chegar às vitórias.

No ano de 1971, a preocupação do que iríamos pegar pela frente. Pois esperávamos que nossos rivais tentariam evitar o tricampeonato.

O grupo permanecia com a BASE, mas vieram reforçar: Gilberto(goleiro do São Paulo), dupla de zaga – Paulo Ricardo e Sapatão… sem esquecer de : Betinho, Pogito e Botinha( todos do Botafogo/RJ).

Em 1972 tivemos talvez o título mais fácil de todos, vencemos os dois turnos com certa facilidade, e só não fomos campeões invictos porque no dia 11/05/72 , perdemos do Sport por 1 a 0. Carimbada a nossa faixa. Faltou apetite, NÃO para, só ser penta, porém enxergar mais longe, tornando-se uma FORÇA respeitada no NORDESTE. Como aconteceu com as equipes de Minas Gerais(Cruzeiro e Atlético) e Rio Grande do Sul(INTER e Grêmio). Que permanecem fortes até hoje.

Na verdade , hoje acreditamos que havia algo “secreto” para desmontar o que DEU e estava dando certo.

Um grupo, uma turma de garotos com sonhos de marcarem seus NOMES no futebol Pernambucano. Tanto é verdade que são LEMBRADOS até HOJE por todos tricolores e amantes do FUTEBOL ARTE. Que eles jogaram, independente das cores clubisticas, são eternizados.

Fernando Santana

Categoria: Artigos

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.