FernandoSantana

FERNANDOSANTANA paixão pelo futebol

A velha base

É a velha base que salva os clubes que só voltam os olhos quando não teem dinheiro para contratar os de fora. Nada contra aos chamados estrangeiros. Principalmente áqueles que vem somar e ajudar aos mais novos. Com suas experiências de andarilhos pelo mundo afora. Temos exemplos de sobra com o Náutico dos anos 60. Senão vejamos; quem não lembra de: Gena, Lala, Nado, Bita, Nino e tantos outros craques.

No meu Santa Cruz, das peneiras do saudoso Valdomiro Silva sairam muitos atletas que brilharam. Logo depois com seu BIU, o professor Alexandre Boges e Lourinaldo Rodrigues, apareceram: Naércio, Di, Rivaldo, Dica, Edson, Zequinha de Limoeiro, Zé Maria, Paulo Veloso, Pita, Joel, Cuíca, Nivaldo Andorinha, Luciano Veloso, Ramon…Sem deixar de lembrar que o presidente José Albuquerque, entregou suas pepitas de ouro ao “Mestre Gradim”. Que soube também no momento certo colocar cada peça no seu devido lugar.

Hoje, fico feliz em ver o ZÉ Teodoro oportunizar os garotos ávidos para mostrar-se à VITRINE.

Fernando Santana

Categoria: Artigos

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatório são marcados *

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.